quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

“Há males que vêm para o bem”

Quem nunca ouviu a mãe, avó ou qualquer parente dizendo o ditado acima? Quando eu era criança, questionava a veracidade dessa frase. Porém, alguns fatos recentes me fizeram ver que isso é uma das coisas mais certas que existem.


Tomar decisões geralmente não é fácil. Tomar decisões que podem mudar o rumo dos seus planos, então, é algo que deve ser pensado com muita cautela. Eu falo de se privar de algo importante por um tempo, para que depois você possa ser recompensado por isso. É um mal necessário para que algo melhor aconteça depois.

O medo nos faz pensar se vale a pena; a razão nos afirma que vai valer, sim. E a nossa vontade, o que nos diz? Ah, essa vontade de querer que tudo se ajeite num piscar de olhos, para que não seja preciso abrir mão de nada que gostamos. Infelizmente não é bem assim.

Poucas pessoas entendem o quão ruim é estar nessa situação, tendo dois caminhos a escolher e mesmo sabendo que o mais complicado renderá bons frutos adiante, pensando se conseguirá aguentar largar algo importante pelo caminho. A razão, mais uma vez insiste que sim.

É necessário tomar uma atitude agora. Já sei o que farei e não vou me arrepender. Mas eu realmente espero que o futuro compense o tempo “perdido” por estes dias. E não vou derramar uma lágrima sequer, a menos que seja de alegria por ter feito a coisa certa.

2 comentários:

  1. O mais difícil é, de fato, decidir o que quer e o que fazer. Mas se você decidir, então vá com tudo. A outra possibilidade que ficou para trás não importa mais. Viva com sua escolha, não importa qual seja.

    ResponderExcluir